Mulheres angolanas, as filhas de Ginga

Em 2 de março se comemora o dia da mulher angolana, para exaltar a força e a coragem das mulheres, que foram fundamentais na resistência à colonização e nas lutas por independência. A figura mais lembrada neste dia é a da Rainha Ginga. Ginga, Njinga ou Nzinga, era soba do Libolo, região interiorana de Angola. … Continuar lendo Mulheres angolanas, as filhas de Ginga

Anúncios

Homossexualidade em Angola: novas leis

Na última quarta-feira (23/01/2019), foi aprovado o Novo Código Penal Angolano, o qual substitui as regras penais herdadas do sistema colonial, vigentes desde 1886. Entre as mudanças, o Novo Código descriminaliza a homossexualidade no país.  A antiga lei determinava detenção para os que praticavam "vícios contra a natureza", o que era interpretado como punição para … Continuar lendo Homossexualidade em Angola: novas leis

Zacimba, a rainha guerreira

Essa história foi compartilhada pelo autor e pesquisador Ale Santos em sua conta no twitter (@Savagefiction). Além de resgatar histórias afroamericanas em seu perfil pessoal, Ale também publica nas revistas Superinteressante e Vice Brasil. "Para não falar que somente os homens negros se tornaram heróis da raça, vou contar a história de uma princesa africana … Continuar lendo Zacimba, a rainha guerreira

1° Festival de Cinema, Arte e Literatura Africana em São Paulo!

O FESCALA é o primeiro festival de cinema, arte e literatura africana organizado em São Paulo e já chegou com a ambição de ser o primeiro de muitos. Organizado pelo Projeto Raízes e com o apoio do Projeto Literafrica Brasil, o evento tem como objetivos desconstruir uma ideia estereotipada do continente africano e mostrar uma realidade … Continuar lendo 1° Festival de Cinema, Arte e Literatura Africana em São Paulo!

Denis Mukwege: o congolês pela paz

Esse ano, o Prêmio Nobel da Paz teve dois vencedores: a iraquiana Nadia Murad e o congolês Denis Mukwege, ambos por atuarem contra abusos sexuais a mulheres. O médico congolês tem uma longa história profissional de dedicação ao atendimento de mulheres vítimas de estupro. Atualmente é o maior especialista do mundo em reparação interna de genitais femininos … Continuar lendo Denis Mukwege: o congolês pela paz

Watoto – resgatando crianças e mudando vidas em Uganda

Na última quinta-feira (13/09), eu e meu pai tivemos a oportunidade de ver uma linda apresentação do coral Watoto na Casa de Deus, em Jundiaí, e também de conhecer esse projeto que está transformando milhares de vidas em Uganda. Tudo começou em 1984 quando o casal americano de pastores Gary e Marilyn Skinner se mudaram … Continuar lendo Watoto – resgatando crianças e mudando vidas em Uganda

5 lugares para encontrar a cultura afro em São Paulo

Em uma cidade tão global quanto São Paulo, às vezes é difícil diferenciar as culturas que estão presentes no dia a dia. Os africanos foram fundantes da cultura brasileira e não poderia ser diferente na maior capital do país. Para entrar em contato com a cultura afro e descobrir novos lugares em São Paulo, aqui … Continuar lendo 5 lugares para encontrar a cultura afro em São Paulo

Dança kuduro! 7 músicas para a sua playlist!

Kuduro é um estilo de dança e de música que surgiu em Angola nos anos 80. Ele vem se transformando e diversificando ao longo dos anos e está conquistando todos os países lusófonos. Agora é só entrar no ritmo e treinar os passinhos! Noite & Dia - Lhe avança https://youtu.be/sGAvGkJoJJI Ps.: essa foi a música … Continuar lendo Dança kuduro! 7 músicas para a sua playlist!

Línguas de sinais: comunicação e transformação de vidas

As línguas de sinais ou línguas gestuais são adotadas pelas pessoas surdas ou deficientes auditivas para se comunicarem. Ao redor do mundo, cada país possui sua própria língua gestual, apesar de algumas semelhanças de sinais. Em África, existem pelo menos 25 línguas de sinais reconhecidas. Alguns exemplos de países que as possuem são: Angola, Argélia, … Continuar lendo Línguas de sinais: comunicação e transformação de vidas

As cicatrizes da Guerra Civil de Angola

Quando visitamos Angola, temos que ter em mente que esse país passou 40 anos em guerra e as consequências humanas, materiais e emocionais são muito recentes. De forma geral, os países africanos conquistaram a independência dos invasores europeus no século passado, a partir de confrontos armados. Além disso, os séculos de colonização e exploração acabaram … Continuar lendo As cicatrizes da Guerra Civil de Angola